Browsing Category Moda

Um pouco mais sobre Slow Fashion

by

Quando estamos falando de uma forma de consumir moda NOVA, acreditamos que é importante esgotar o assunto. Já conversamos com várias pessoas que não sabem por onde começar um guarda-roupa Slow Fashion, como ter uma vida mais minimalista que se adeque a este estilo, que peças e marcas seguem o conceito, por isso teremos semanalmente posts falando, explicando e indicando tudo sobre Slow Fashion para vocês.

Hoje vamos responder algumas perguntas:

 

 

1. A moda é imediata, as pessoas querem tudo para ontem, que benefícios eu teria de ser adepta ao movimento slow fashion?

Com o tempo e o fast fashion a moda ficou com cara de descartável, e criou-se uma sensação nas pessoas de que elas precisam consumir itens diariamente para estar na moda, para estarem juntas a outras pessoas. Um dos primeiros benefícios claramente é a liberdade de poder fazer sua moda, de ter itens atemporais, de criar seu próprio estilo e isto ser o que é atual. Quanto mais pessoas forem adeptas de slow fashion mais isto vai fazer sentido e o sentimento de liberdade do “não precisar consumir” vai ser com certeza muito mais cool do que gastar milhares de reais em coisas que não parecem ter um valor real.

1. Quais são os princípios do Slow Fashion?

O slow fashion incentiva uma produção de qualidade, ou seja agregar valor ao produto, dar importância a conexão e toda interação dele com o meio ambiente.  Também tem como princípio que nós reconheçamos os impactos das nossas escolhas, como elas podem afetar o ambiente e as pessoas (também a longo prazo).
Também trata no modo de pensar, agir e consumir  mais quantidade? mais qualidade? ter menos é realmente mais?
E valoriza claro a mão de obra e produção.

 

3. Para as pessoas que não tem como investir valores altos, como fazer parte de slow fashion?

Quando nós olhamos para um produto de marcas reconhecidas, eles vendem muito mais do que apenas o produto, eles vendem a marca, a exclusividade, o serviço, entre outros, a diferença dos produtos slow fashion é que eles incluem valores de produção e salários justos, onde quem produz é a engrenagem, então no final das contas o que difere é o que você esta escolhendo pagar.
Para pessoas que ainda acham os produtos slow caros é importante começar esta mudança com calma, e comprando os produtos um a um você terá qualidade a longo prazo o que fará a transição ser tranquila e valer a pena.

4. O slow fashion existe por causa do trabalho escravo?

Também, eu acredito que este foi um alarmante para dar mais força ao processo de slow, daqui um tempo qualquer  marca que não se enquadrar no processos ecologicamente certo, respeitar aspectos sociais ou também ambientais e não for transparente no processo de produção, estas marcas perderão clientes.

Temos constantes notícias avisando sobre o trabalho escravo e de grandes críticas ao processo de produção do fast fashion. O documentário The True Cost, foi responsável por mostrar a a triste realidade do consumo enlouquecido e da roupa barata. Muitas pessoas ainda não tem opção de parar de comprar em lojas fast fashion isto é realidade, é preciso de uma mudança profunda envolvendo vários níveis.

Se você tem dúvidas e quer discutir com a gente o assunto, pode enviar um e-mail ou escrever aqui nos comentários, quanto mais pessoas quiserem entender desta forma, mais próximos estaremos de inverter o tipo de consumo.

No tags 0 Comments 0

Vamos falar de Slow Fashion? Como Desacelerar a moda!

by

A introdução a este assunto que me enche de alegria, moda é muito mais do que apenas consumir, é isso que descobrimos diariamente por aqui trocando experiência, é forma de expressão e estilo de vida, por isso não poderia deixar de conversar sobre SLOW FASHION, se você ainda não leu nada sobre, fico muito feliz em apresentar para você.

Estamos vivendo em um mundo pra lá de imediatista e consumista, do veja agora, compre agora, do TENHA, não do SEJA. Vídeos de compras no Youtube fazem sucesso e indivíduos acampam em frente às lojas para a maravilhosa Black Friday uma sexta de compras enlouquecidas e sem finalidade. Origens dos itens, impacto no local de trabalho e ambiente, e consumo desnecessário não uma das coisas que tem feito as pessoas pensarem. Mas calma! Existe um movimento que esta preocupado com as consequências do Fast Fashion e vem propondo soluções criativas e inteligentes.

EXPLICANDO O FAST FASHION x SLOW FASHION

Duas correntes na roupas ilustram bem essas situações opostas: Fast Fashion e Slow Fashion. O primeiro não é nada novo e já existe há bastante tempo na indústria de moda. Já a segunda surgiu para refutar este mercado aflito e ansioso por novidades a todo hora.

Fast Fashion: Nasceu com a ideia de Democratização? será?
A indústria da roupas constantemente se baseou na fabricação de duas coleções por ano: primavera/verão e outono/inverno. Entretanto, na casa de 1990 teve início uma agitação que se tratava do acompanhamento e aceleração destas coleções para os consumidores, foi ai que nasceu o que conhecemos como Fast Fashion: Moda Rápida, com mais trocas, mais modelos e claro para que tudo não ficasse encalhado: Preços “baixos”, O tempo de fabricação bem menor, por volta de 3 semanas. O modelo se popularizou e nos anos seguintes lojas como Zara, Forever21, Renner e Riachuelo se espalharam pelo Brasil e pelo mundo.
Periodicidade curta, preços que diminuíram admiravelmente o resultado foi consumo desenfreado em massa e o mercado cresceu assustadoramente.

 

O SLOW FASHION É POSSÍVEL?

O slow fashion veio remar contra a maré e mostrar para as pessoas que é possível utilizar a moda de outra forma. Seria exatamente o que o nome propõe: a desaceleração da produção e a diminuição do consumo da moda.
Essas mudanças de produção e consumo proporcionam um processo de produção humano e justo, que visa respeitar as pessoas que dispõe de mão de obra, e também respeito ao meio ambiente.
As primeiras mudanças e ideias que o Slow Fashion defende é a mudança na hora de consumir, refletindo antes de consumir roupas, avaliar a qualidade, de onde veio, quanto tempo a peça pode durar e se você realmente precisa daquela peça.
Esse movimento de traz para frente faz com que a forma de produzir e contratar mão de obra e matéria prima também mude.

Produtos produzidos desta forma, grande parte das vezes tem uma qualidade superior e duram mais. entretanto o tempo de produção lento gera um produto mais caro, o que pode impedir que parte das pessoas consumam. Ainda assim se tudo for colocado na “ponta do lápis” é possível ter por mais tempo ainda que custe mais.

 

No tags 0 Comments 0