Tag Archives consumo consciênte

Não é moda, é estilo de vida! Minimalismo

by

Uma alternativa a esse mundo corrido e louco, é assim que enxergo o minimalismo. Na verdade para pessoas que querem entender mais e se viver profundamente essa ‘Filosofia’, o estilo de vida pode inclusive te trazer mais tranquilidade, felicidade e desapego. Arrisco a dizer que pessoas minimalistas são mais saudáveis.

Introdução ao Minimalismo 

Você já parou para pensar o quanto gastamos de energia ao longo dos anos apenas nos propondo em acumular o que não precisa? Mais Roupas, mais coisas que não usamos, mais itens de decoração, mais sentimentos, mais emoções. É natural querermos sempre mais, mas um movimento um muito legal é nós começarmos a analisar: Mais… mas mais do que?

O fato é que nossa felicidade não esta nas coisas materiais. Eles são bens de consumo que podem oferecer mais conforto ou uma satisfação temporário e é isso que acaba nos fazendo acumular cada vez mais coisas, e continuar procurando algo que nos faça feliz.

minimalismo como estilo de vida nada mais é do que o princípio de reduzir ao mínimo o uso de elementos ou recursos no nosso cotidiano. É reduzir o consumo excessivo.

Você escolhe estar livre das pressões do consumismo compulsivo e do materialismo desenfreado da sociedade moderna. O primeiro passo para se adaptar o estilo é ter consciência quando você compra. Muitas pessoas começam apenas descartando coisas que elas não precisam mais, entretanto se elas não deixam de adquirir elas não diminuem o ciclo. Certo?

Existem várias coisas que você pode adaptar, e não precisa ser todas ou só uma, você pode achar por exemplo que poderia viver com menos móveis, talvez chegue à conclusão de que uma casa menor  é a melhor opção ou de que você não precisa mais de carro.  Ser minimalista não tem regras. Você decide como encarar.

Se adaptando ao minimalismo

Nós vamos adaptando e modificando várias áreas da nossa vida, e é assim quando nós decidimos adotar uma filosofia que tem a ver com o que acreditamos, é assim quando nós decidimos editar um texto para sintetizar uma ideia de forma mais precisa. Não tem com dormir consumista e acordar minimalista (rs) você precisa entender e escolher o que é essencial e o que não é. E aplicar isso as áreas da sua vida.

O processo é gradativo (e não tem fim), entretanto quando você escolhe viver isso começa a perceber benefícios e se sentir de outra forma. E é isso que te motiva a continuar neste processo, e que com o tempo exige cada vez menos esforço.
No final das contas o que quero dizer é que quando você escolhe melhor como consumir roupas, comidas e até o tipo de pessoas a manter na sua vida e no círculo social tudo se torna mais simples e mais fácil.

Isso significa deixar de consumir?

Claro que não. Mas você passa a minimizar as coisas e maximizar as experiências. Investir seu dinheiro em coisas que tragam experiência de vida e satisfação pessoal e menos em produtos. Ter menos, para viver mais.

É possível e muitas pessoas já fazem isso. Compram uma roupa e curtem ela muito tempo, e isso faz valorizar muito mais do que se tivesse 50 modelos diferentes. Não é julgamento as pessoas que tem poder aquisitivo e que se sentem feliz assim. Mas é uma alternativa de estilo de vida!

Já pensou em ser minimalista? Gosta desta ideia? Compartilha com a gente.